14 de Abril de 2018, 23:13
  -  Justiça - Goianésia
Garota de programa em Goianésia denuncia cliente, que retruca dizendo que programa não foi completo

Na madrugada da última quinta-feira, (12/04), por volta de 00h57, policiais militares deslocaram a uma boate na saída sul de Goianésia para averiguar uma possível ameaça, e após denúncia formal foi realizado o registro da ocorrência. A vítima, uma mulher de 31 anos, explicou aos PM’s que o suspeito, um jovem de 19 anos, a solicitou para fazer um programa, sendo acertado o valor de R$ 200, que foi pago por ele.

 

No entanto, durante o “serviço” houve discussão entre o casal e que o cliente a ameaçou bater em seu rosto. Segundo a polícia, o relato da vítima não foi confirmado pelo suspeito. Ele disse que não houve nenhuma ameaça, que somente queria que o programa fosse completo até o coito, como isto não aconteceu, ele queria a devolução do seu dinheiro.

 

Por sua vez, a garota de programa se defendeu dizendo que não aceitava devolver o dinheiro porque eles tiveram o ato, porém, seu cliente não chegou ao coito após 30 minutos do serviço prestado. Vítima e suspeito foram liberados no local.

 

Fonte: Jornal Populacional