25 de Julho de 2020, 10:39
  -  Informativo - Goiás
Três são presos suspeitos de sacar altas quantias em nome de aposentados

Três homens foram presos pela Polícia Civil, em Goiânia, suspeitos de integrar uma quadrilha que, usando documentos falsos, consegue sacar altas quantias referentes ao benefício previdenciário de pessoas que já se aposentaram. Um dos suspeitos foi flagrado no momento em que tentava transferir R$ 50 mil para uma conta digital, em um banco que fica na avenida Goiás, no Centro de Goiânia.

 

 

Foi depois de suspeitarem de um saque de R$ 4 mil realizado na terça-feira (21) em uma agência de Goiânia, que funcionários de um banco procuraram Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes (GREF), da Deic. “Como nós já sabíamos que um grupo estava usando documentos falsos para sacar altas quantias de pessoas que após se aposentarem conseguiam a correção de valores do benefício previdenciário, passamos a monitorar o grupo, prendemos um deles em flagrante quando tentava transferir R$ 50 mil, e, na sequencia, os outros dois, que são os intermediários da quadrilha”, relatou o delegado Cássio Arantes, chefe do GREF, da Deic.

 

 

A polícia quer saber agora como o mentor intelectual da quadrilha, que já foi identificado, conseguia ter acesso ao banco de dados que mostra quem são os aposentados que tem direito a saques de altos valores referentes à correção do benefício previdenciário. Os três presos na quarta-feira (22) foram indiciados por estelionato, e uso de documentos falsos, mas poderão responder, também, por associação criminosa. A polícia não divulgou os nomes e idades dos presos.

 
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO