04 de Agosto de 2018, 19:36
  -  Polícia - Anápolis
Filho mata pai asfixiado durante briga de casal em Anápolis

O segurança Wanderli Rodrigues de Oliveira, de 45 anos, foi morto asfixiado pelo próprio filho, na madrugada desta sexta-feira (3), no Parque dos Pirineus,  em Anápolis. De acordo com a Polícia Civil (PC), a esposa da vítima relatou que o filho cometeu o crime para protegê-la. No último domingo (29), o casal teve uma discussão, momento em que Wanderli afirmou que mataria a mulher e os filhos, caso a esposa optasse pelo término do relacionamento.

 

O caso ocorreu por volta das 3h. Segundo o delegado responsável pelo caso, Cleiton Lobo, durante a briga, o filho, de 20 anos teria imobilizado o pai pelas costas e provocado sua asfixia por meio de um mata-leão. A mulher revelou ainda que, após ver o pai caído no chão do quarto, o rapaz ficou desesperado e fugiu na sequência. Apesar de sofrer agressões constantes por parte do marido, a mulher afirmou que nunca registrou os atos de violência.

 

“Após o crime, a mulher tentou acionar o socorro, mas segundo ela, o celular não realizava ligações. Ela esperou o dia amanhecer e pediu celular de vizinhos, momento em que acionou o socorro, além da Polícia Militar”, explica o delegado.

 

Para o delegado, o caso ainda não é tratado como legítima defesa, já que é necessário analisar as circunstâncias do caso. Ele espera que o jovem se apresente nas próximas horas para prestar depoimento.

 

“Quando a pessoa sofre um mata-leão, tem a passagem de ar interrompida e tende a ficar imediatamente inconsciente. É isso que eu quero entender. Se o pai dele já estava desmaiado, por que ele continuou enforcando? No momento, não podemos tratar o caso como legítima defesa. Até porque, no local, não foi encontrada nenhuma arma que justificasse uma ameaça”, explica o delegado.

 

O delegado já ouviu pela manhã a esposa, filhos e irmãos da vítima. As investigações vão continuar até que o caso seja concluído. O corpo do segurança foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Anápolis.

 

Onze dias 

 

Há exatamente 11 dias um caso semelhante aconteceu no mesmo município. Um rapaz de 21 anos estava em casa, na Nova Vila Jaiara, quando viu o pai, Dolismar José Damas, 41 anos, atacar a mãe com uma faca. A mulher conseguiu se esquivar do golpe e o filho teve tempo de imobilizar o pai pelo pescoço, também com um mata-leão. O  pai morreu asfixiado.

 

A Polícia Militar foi acionada e, embora agentes tenham entendido que se tratava de um caso de legítima defesa, conduziram o jovem para a Central de Flagrantes. (Mais Goiás)