25 de Março de 2020, 09:51
  -  Informativo - Águas Lindas de Goiás
Grávida denuncia que teve casa apedrejada após áudio com boato que ela tem coronavírus viralizar

Um técnico de som de 38 anos denunciou à Polícia Civil um episódio de apedrejamento na casa da irmã, que mora em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, após um áudio circular na cidade afirmando que ela tem coronavírus. A mulher, que tem 41 anos e está grávida, contou que houve uma "chuva de pedras" no telhado da residência.

 

 

"O áudio diz que ela tinha coronavírus e estava espalhando na cidade. Ele foi enviado por uma funcionária de um hospital onde ela foi atendida com sintomas de gripe. É um perigo jogar pedra na casa de uma pessoa, ainda mais gestante. Não queria viver isso", relata o técnico de som.

 

 

No áudio ao qual o Jornal teve acesso, uma mulher que diz estar de plantão relata que o irmão da gestante teria voltado de uma viagem à Itália, estava com diagnóstico confirmado de Covid-19 e tinha visitado a irmã.

 

 

"Essa mulher é gestante de quatro meses e deve ter contaminado aí em volta. O irmão dela estava na Itália e conseguiu vir para cá. Porém, foi detectado. Ele sabia que estava com coronavírus e foi para dentro da casa dela", diz o áudio.

 

O técnico de som alega que viajou a trabalho ao Paraná e não à Itália. Ele afirma ter coletado amostras para exame de coronavírus e aguarda o resultado.

 

Na semana passada, a gestante procurou um hospital da cidade com sintomas de gripe. Segundo o técnico em som, após atendimento na unidade de saúde, encaminharam a irmã dele para o Hospital de Doenças Tropicais (HDT) em Goiânia, com suspeita de coronavírus, mas o resultado do exame para o novo vírus foi negativo. Ela recebeu diagnóstico médico de pneumonia e retornou à cidade no mesmo dia.

 

Quando a mulher voltou para Águas Lindas de Goiás, houve o apedrejamento. O boletim de ocorrência enviado ao Jornal relata que a Polícia Militar esteve no local e conversou com a moradora, momento em que ela alegou que vizinhos jogaram pedra na residência, mas a equipe não conseguiu identificar um possível autor.

Fonte:G1-GO

 

 

BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO