02 de Agosto de 2018, 10:08
  -  Violência - Aparecida de Goiânia
Mulher que matou filha recém-nascida é condenada a 18 anos e 8 meses de prisão

A professora Márcia Zaccarelli, acusada de matar e esconder o corpo da filha recém-nascida por cinco anos, foi condenada pelo júri popular a 18 anos e 8 meses de prisão. O julgamento foi realizado nesta quarta-feira (1º/8) no Fórum Cível de Goiânia, localizado no Setor Park Lozandes.

A pena será cumprida em regime fechado na Penitenciária Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia. Segundo o juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara dos Crimes Dolosos Contra a Vida e Tribunal do Júri da comarca de Goiânia, a mulher foi considerada culpada pelo assassinato e também por ocultar o cadáver da criança em um escaninho no prédio em que morava, no Setor Bueno.

Durante interrogatório, Márcia afirmou que a morte da criança foi acidental e que a ideia de esconder o corpo foi do ex-companheiro, Glácio de Souza Costa. Segundo ela, a recém-nascida morreu nos braços dela, enquanto ela a segurava contra o peito para que o marido não a tomasse de seu colo.

Apesar disso, o júri, composto por três mulheres e quatro homens, entendeu que a ré é culpada pelo crime, já que agiu com frieza ao tampar o nariz da própria filha recém-nascida e matando-a.

Fonte : Mais Goiás