11 de Março de 2020, 16:01
  -  Informativo - Ceres
golpe de bomba baixa: em Ceres Posto de Gasolina é interditado por fornecer volume inferior de combustível

Para surpresa da população, um dos postos de Ceres esta entre os que foram denunciados e interditados na fiscalização. O Posto Beira Rio sofreu um interdição de bicos (bomba) por "bomba baixa", o que significa que o este posto poderia estar fornecendo volume inferior de gasolina ao que era solicitado pelos clientes, assim como por exemplo:

 

Se você colocasse 1 litro de gasolina, o posto estaria lhe entregando uma quantidade menor do que um litro.(informações na conexão)

 

A variação de preços de combustíveis na cidade de Ceres e Rialma em comparação a outros locais pode chegar a cerca de 40 Centavos por litro. O consumidor além de sofrer pelo altíssimo valor dos combustíveis ainda pode estar sendo lesado pelo golpe de bomba baixa.

 

Na tarde de segunda-feira (09) a Agência Nacional de Petróleo divulgou em seu site uma matéria que na qual denunciava postos com irregularidades, eles fiscalizaram em torno de 170 agentes econômicos que atuam no mercado de combustíveis em 24 municípios de Goiás entre os dias 2 e 8 de março.

 

Como resultado, foram realizadas 20 interdições, incluindo revendas de gás de botijão e postos de gasolina, sendo 9 por problemas de qualidade, 8 por bomba que fornecia volume inferior ao registrado (“bomba baixa”) e três em revendas de gás de botijão (duas por falta de autorização e uma por problemas de segurança).

 

"Os postos autuados/interditados pela ANP estão sujeitos às penalidades previstas na Lei 9.847/99. A interdição é a medida cautelar aplicada em algumas situações, como a venda de combustível com problemas de qualidade." segundo a ANP.

 

Os postos que foram autuados possuem, assegurado pela lei, direito ao contraditório e à ampla defesa. Dessa forma, somente após o julgamento definitivo do processo administrativo, gerado a partir do auto de infração, e em caso de subsistência do mesmo (quando o auto de infração é mantido pela decisão administrativa final), fica constatado que o estabelecimento cometeu, de fato, ato infracional previsto na Lei nº 9.847/99.

Segue abaixo um balanço das interdições realizadas por município:

- Goiânia: 1 (uma) revenda de gás de botijão interditada por falta de autorização de funcionamento;

- Anápolis: 5 (cinco) postos de combustíveis sofreram interdições de bicos (bomba) por venda de gasolina fora das especificações quanto ao teor de etanol anidro;

- Campinorte: 2 (duas) interdições – 1 (um) posto sofreu interdição de bicos (bomba) por “bomba baixa” e 1 (um) outro por venda de gasolina fora das especificações quanto ao teor de etanol anidro;

- Rio Verde: 3 interdições - 2 (dois) postos sofreram interdições de bicos (bomba) por venda de etanol hidratado fora das especificações quanto ao teor alcoólico e 1 (um) sofreu interdição por “bomba baixa”;

- Ouvidor: 2 (dois) postos sofreram interdições de bicos (bomba) por “bomba baixa”;

- Santa Helena: 1 (um) posto sofreu interdição de bicos (bomba) por “bomba baixa”;

- Catalão: 1 (uma) revenda de gás de botijão interditada por problemas de segurança;

- Aparecida de Goiânia: 1 (uma) revenda de gás de botijão interditada por falta de autorização de funcionamento;

- Santa Cruz: 1 (um) posto de combustíveis sofreu interdição de bicos (bomba) por venda de gasolina fora das especificações quanto ao teor de etanol anidro;

Ceres: 1 (um) posto sofreu interdição de bicos (bomba) por “bomba baixa”;

- Motividiu: 2 (dois) postos sofreram interdições de bico (bomba) por “bomba baixa”.

 
Fonte: Na Conexão
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO