10 de Fevereiro de 2020, 09:26
  -  Golpe - Pirenópolis
Administradora denuncia que caiu em golpe ao alugar pela web casa para o carnaval em Pirenopólis

Uma administradora denuncia que foi vítima de um golpe ao tentar alugar uma casa para passar o carnaval em Pirenópolis, a 122 km de Goiânia. Ela tive um prejuízo de R$ 900, além da frustração.

 

Ana Carolina de Freitas contou que, ao todo, cinco famílias passariam o carnaval juntas, na mesma casa. Ela viu a oferta em um site de anúncios e gostou do valor e das fotos que foram divulgadas.

 

A administradora começou, então, a falar com o suposto responsável pelo imóvel, que mandou mais fotos e cópias de documentos pessoais que batiam com o endereço real da casa. “A gente checou, inclusive, no site da Enel pelo comprovante de endereço que ele mandou”, disse.

 

Nas mensagens, Ana pediu vários detalhes sobre a casa e foi prontamente atendida com informações sobre móveis e roupa de cama. Em um áudio, o homem diz: “Os três quartos são suítes. Possuem ar-condicionado e televisão. Cada quarto possui uma cama de solteiro e uma de casal. Vou fazer o contrato e te envio. Amanhã você me envia assinado por email”.

 

Depois isso, o homem pediu um adiantamento do pagamento de metade do valor do aluguel para garantir a reserva. O depósito foi feito na conta de uma mulher que seria a esposa do responsável pela casa. O valor passado foi de R$ 900.

 

Depois do pagamento, o homem chegou a enviar um contrato com todas as regras e informações. Porém, depois disso, não respondeu mais às mensagens e excluiu o anúncio feito.

 

Investigação

 

No boletim de ocorrências, Ana detalhou ainda que, pouco depois, viu outro anúncio usando as mesmas fotos e no nome de outra pessoa, percebendo assim que tinha caído em um golpe. Na delegacia, descobriu que o verdadeiro dono da casa também já fez uma denúncia contra o golpista por usar dados dele e da casa de maneira indevida.

 

 

“Estava todo mundo esperando essa viagem, era para reunir nossos filhos. Pelo menos descobrimos antes, não demos com a cara na porta. Vai que chega lá, cinco famílias, com aquele tanto de crianças e dá com a cara na porta”, disse Ana.

 

Alerta

 

O gerente do Procon, Gleidson Tomás, disse que, geralmente, os golpistas atraem as vítimas oferecendo preços mais baratos. “Desconfie. Veja a média de preços praticados naquela região, naquele padrão de imóvel, e desconfie”, disse.

 

Ele explicou ainda que é importante priorizar sites mais conhecidos, pois há um controle maior contra golpes. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que agora tenta identificar a origem do anúncio e dos telefonemas.

Fonte:G1-GO

 
 
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO