27 de Junho de 2018, 11:01
  -  Justiça - Jaraguá
Polícia Civil de Jaraguá captura autores de homicídio ocorrido na cidade no mês de março deste ano

 

No dia 30/03/2018, no final da noite, no Setor Regina Parque, em Jaraguá, a pessoa de José Robson Rodrigues Leite fora vítima de um repugnante crime. Dois indivíduos efetuaram disparos de arma de fogo em sua direção e dois dos disparos atingiram a vítima, sendo um na cabeça e o outro no abdômen.

 

Os autores estavam furtando uma residência que fica bem próxima da residência do sogro de José Robson e, então, ao notarem que foram observados, correram em direção a casa e, fria e covardemente, efetuaram vários disparos de arma de fogo e ceifaram a vida da vítima. Não satisfeitos, ainda atiraram em direção à motocicleta da vítima que pegou fogo.

 

Em seguida foram embora sem subtrair nada. José Robson, também conhecido carinhosamente por Zezé, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Era uma pessoa do bem e tinha acabado de sair da igreja quando foi assassinado. A morte dele abalou toda a cidade e, somado a outros crimes violentos, motivou uma audiência pública.

 

As testemunhas oculares informaram que os autores do bárbaro crime usavam balaclavas (capuz). Imediatamente a Polícia Civil entrou em ação e começou a investigar o crime de sangue, muito embora se tratava de uma investigação complexa, pois os autores usavam balaclavas. Após dezenas de diligências, no dia de hoje (27/06)), a Polícia Civil de Jaraguá finalizou o Inquérito Policial e conseguiu identificar e qualificar os autores do crime hediondo. São eles Guilherme Moraes Campos Passos e Diego Pereira Neres. Além dos dois crimes (o furto e o homicídio), ambos são suspeitos da prática de vários outros crimes cometidos nesta urbe. Acreditam piamente na impunidade e desafiam as forças policiais. 

 

Imagens