10 de Maio de 2018, 18:16
  -  Violência - Itapaci
Blogueira Layane Moreira fala sobre violência contra a mulher

 

Violência contra a mulher não consiste apenas em tapas, olho roxo, mas em atitudes e ações. Fique atenta, pois o relacionamento abusivo também é violência, seja ela física ou psicologicamente.
Nossa sociedade não pode mais permitir que mulheres sofram tanta violência. Precisamos nos unir para combater esse mal que denigre, machuca e mata.


Não podemos ficar indiferentes. Precisamos denunciar para que a integridade moral e física de toda mulher seja preservada. Ao longo do tempo após muito esforço e fracassos de mulheres que até mesmo a vida perderam na busca por liberdade, obtivemos a grande conquista que é a Lei n.º 11.340, de 2006, mais conhecida como Lei Maria da Penha, é uma lei que visa proteger a mulher da violência doméstica e familiar.


A lei ganhou este nome devido à luta da farmacêutica Maria da Penha para ver seu agressor condenado.
É importante ressaltar que a lei Maria da Penha não contempla apenas os casos de agressão física. Também estão previstos as situações de violência psicológica como afastamento dos amigos e familiares, ofensas, destruição de objetos e documentos, difamação e calúnia.
A toda mulher que tenha sofrido ou sofre qualquer agressão, seja verbal ou física, denuncie, faça valer seu direito.

 


Só depende de você, dê um basta! Precisamos lutar contra a violência em cada lar do País, em cada ambiente desde o trabalho até o laser.
Não tolerar é a ordem do dia. Não apenas por parte das mulheres, mas também por parte dos homens conscientes. Conscientes de que o mal precisa ser cortado pela raiz.


Não há espaço para a mensuração de cada um, o consentimento da mulher deve ser claro.

Não é não!

Disque 180

 

texto: Layane Moreira.