08 de Outubro de 2019, 10:26
  -  Política - São Paulo
Janot lança livro em São Paulo: 'Hoje, a palavra é escrita', diz

 

 

 O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot lançou nesta segunda-feira (7) o livro de memórias “Nada menos que tudo”, publicado pela Editora Planeta, na Livraria da Vila, nos Jardins, em São Paulo.

 

 

 

 

  Em um trecho da publicação, ele revela que quando estava à frente da Procuradoria Geral da República, entrou armado no Supremo Tribunal Federal (STF) com a intenção de matar e se  suicidar em seguida. Depois, em entrevistas, ele revelou que se tratava de Gilmar Mendes.

 

 

  Janot chegou acompanhado de um segurança e dois já o aguardavam na livraria. O ex-procurador não quis responder a questões de jornalistas, como sobre o momento em que ele atiraria em Gilmar Mendes durante uma sessão no STF, sendo que o ministro não estava em Brasília na data mencionada. "Hoje é o dia do livro. Hoje, a palavra é escrita”, respondeu ao chegar à livraria.

 

 

 

 

Jonot ficou 1h10 dando autógrafos. Segundo a livraria, foram vendidos 43 exemplares do livro de Janot nesta noite de lançamento.

 

 

 

 

Fonte:G1.com

BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO
BANNER PUBLICITÁRIO